COLÔMBIA: Esqueça as FARC e o Narcotráfico

comentários
26 de abril de 2017

Em um passado recente a Colômbia passou por momentos muito difíceis com o país sendo dominado por cartéis de narcotraficantes e guerrilheiros, em especial a FARC. De fato, ainda existe tráfico de drogas por lá (o que não é uma exclusividade deles) e a FARC ainda existe, mas hoje a realidade é outra e podemos sim viajar para e pelo país sem maiores problemas.

Na Colômbia, as Farc e os Cartéis não representam mais risco aos viajantes

Com relação ao tráfico de drogas, durante a época em que os cartéis tinham muito poder, em especial o Cartel de Medellin comandado por Pablo Escobar, a situação era de terror no país e viajar para lá era tão arriscado quanto ir para alguma zona de guerra. Hoje a situação é bem mais tranquila e com relação a segurança, deve-se ter apenas os cuidados habituais quando se está em grandes cidades.

O principal que se deve saber sobre este assunto é que muitos colombianos não gostam nem um pouco quando relacionamos o país ao narcotráfico, portanto, tenha cuidado ao abordar este assunto por lá.

Caso tenha interesse em saber a visão de um colombiano sobre este assunto, deixe que eles toquem no assunto, questione sobre a segurança no país de uma forma geral e eles acabarão fazendo comparações com o tempo dos Cartéis, a partir daí, se ele não parecer incomodado com a conversa, tente se aprofundar no assunto.

Na Colômbia, as Farc perderam força

O assunto FARC, sigla para Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, foi o que mais recentemente interferiu na vida dos viajantes, já que este grupo revolucionário esteve muito forte até o início deste século, dominando algumas regiões do país.

Também era comum alguns ataques contra as principais cidades e eles frequentemente praticavam sequestros, inclusive de turistas.

Nesta época era desaconselhável viajar para lá e percorrer o país de ônibus era considerado dar sorte para o azar, embora eu o tenha feito e vivido para contar.

Na Colômbia, população protesta contra as Farc

Cruzei o norte da Colômbia de ônibus em uma época em que a FARC ainda era uma preocupação real. O exército frequentemente revistava não só o ônibus como também os passageiros, sendo meio nítida a apreensão dos passageiros cada vez que o ônibus era obrigado a parar. Também era comum ver veículos blindados do exército patrulhando as rodovias.

Atualmente, embora a FARC ainda exista, ela perdeu muita força e está mais localizada em regiões isoladas no interior do país. Estive outras vezes na Colômbia e é nítido como a FARC deixou de ser uma preocupação para a população.

Em todo caso, se for viajar de ônibus pelo país, não custa perguntar se existe algo que mereça atenção.

 

Você pode se interessar também:

SANTA CATARINA: Descubra Governador Celso Ramos

Viajando pela EUROPA BARATO de ÔNIBUS!

Deixe seu comentário