CÂNIONS ESPETACULARES no Sul do Brasil!

comentários
8 de Maio de 2017

O Brasil é um país com tanto potencial turístico que muitos lugares excelentes acabam passando despercebidos do público em geral. No Rio Grande do Sul, existe um lugar que raramente quando questiono alguém a pessoa conhece, porém é um destino imperdível para quem gosta de atrações naturais: O Parque Nacional de Aparados da Serra.

Vista dos Cânios no Parque Nacional Aparados da Serra

Este Parque Nacional abriga vários impressionantes cânions, alguns com quase um quilômetro de profundidade, e neste cenário com enormes paredões de pedra, também existem rios e belas cachoeiras.

Para quem decide visitar este Parque Nacional, a melhor opção é se basear na cidade de Cambará do Sul, que apesar de pequena, oferece uma boa estrutura para aqueles que desejam visitar o Parque. Quem estiver em Santa Catarina, pode acessar o parque a partir de Praia Grande, porém a estrada é ruim e a estrutura para os turistas pior.

No Parque Nacional Aparados da Serra não há como negar que as grandes atrações são os cânions e embora existam mais de 60, o principal do parque é o Canion do Itaimbezinho, com mais de 700 metros de profundidade e seis quilômetros de comprimento.

O Cânion do Itaimbezinho, no Parque Nacional Aparados da Serra

A paisagem realmente impressiona e provavelmente fará você ficar se perguntando como aquela maravilha da natureza não está entre os destinos mais populares do Brasil. O acesso é feito por trilhas bem tranquilas.

Na verdade, o Parque Nacional Aparados da Serra não é o único da região, sendo que ao lado está localizado o Parque Nacional da Serra Geral. Neste parque está aquele que para mim é o segundo mais impressionante cânion da região (há quem diga que é o primeiro), o Cânion da Fortaleza, que inclusive, é maior do que o Cânion do Itaimbezinho, com 900 metros de profundidade e mais de sete quilômetros de comprimento.

O Cânion da Fortaleza, no Parque Nacional da Serra Geral

A vista deste cânion é feita a partir de um mirante até o qual se chega após uma razoável caminhada e é algo cinematográfico.

Esses são os principais cânions, porém, existem muitos outros que podem ser visitados e a quantidade de visitas vai depender do seu tempo e disposição, afinal, existem trilhas mais longas e complexas que levam a cânions mais isolados e que sem dúvida valem o esforço, afinal, o contato que se tem com a natureza é algo incrível.

Embora fiquem ofuscadas pela beleza dos cânions, este parques também tem belas cachoeiras, como a Véu da Noiva, localizada no caminho para o cânion do Itaimbezinho, e a Cachoeira dos Venâncios, que possui uma bela sequência de quedas d’água um ótimo poço para banho.

A Cachoeira Véu da Noiva no Cânion Itaimbezinho

Uma vez nos parques, tente visitar os cânions no período da manhã, pois de tarde é comum haver serração na serra, o que atrapalha a bela vista do local. Importante também lembrar que apesar da melhor época para visitar os parques seja de maio a agosto, esta é também a época de temperaturas mais frias e quando falamos de temperaturas frias nas serras do sul do Brasil o frio é realmente rigoroso, sendo assim, esteja preparado e aproveite uma viagem inesquecível.

 

Você pode se interessar também:

As INCRÍVEIS Torres del Paine no CHILE!

BERTIOGA e suas opções de PRAIAS!

Deixe seu comentário